Narizes de plantão: os estudantes da área da saúde que encarnam palhaços para levar alegria a hospitais

Para se tornar médico, é preciso passar milhares de horas estudando, aprendendo e se especializando. Mas um bom médico não se faz só com conhecimento: a empatia e a vontade de tornar a vida do paciente melhor são tão importantes quanto a parte técnica.

Foi com o objetivo de aprofundar as relações entre médico e paciente que um grupo de estudantes do Centro Universitário São Camilo, em São Paulo, criou em 2010 o projeto Narizes de Plantão. Há sete anos, os integrantes do programa se fantasiam de palhaços e visitam hospitais para tornar a rotina dos internados mais leve.

Não são só os médicos em formação que fazem parte do Narizes: futuros enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e biomédicos também se dedicam a aprender com os pacientes, afinal, não é só na sala de aula que se ganha conhecimento.

Até o fim de 2016, 144 estudantes tinham passado pelo projeto, que somava 696 horas de treinamento e 174 oficinas artísticas. Foram 391 visitas a hospitais e mais de 34.000 encontros com pacientes, acompanhantes e funcionários! No site, eles divulgam estudos sobre o impacto que o humor tem na vida dos pacientes e vendem produtos cuja renda ajuda a manter o programa.

O blog é um espaço onde os integrantes compartilham histórias e experiências. A página no Facebook serve para divulgar as atividades e eles também têm um canal super bacana no YouTube com vídeos sobre as atividades. Vale a pena conhecer!

interna_narizes3 interna_narizes

Fonte: http://www.hypeness.com.br/2017/04/estudantes-da-area-da-saude-encarnam-palhacos-para-levar-alegria-a-hospitais/