Coordenador do curso de Farmácia do Centro Universitário São Camilo SP participa da 18ª edição do Encontro Paulista de Farmacêuticos

A 18ª edição do Encontro Paulista de Farmacêuticos terá um evento que marca a comemoração pelo dia do farmacêutico e debaterá com os participantes o tema “Consultório Farmacêutico: tendências e oportunidades”. Entre os palestrantes do painel que mostra como implantar o consultório, está Dr. Valter Luiz da Costa Junior, coordenador da Comissão de Controle de Qualidade dos Laboratórios do Centro Universitário São Camilo-SP.

Dr. Valter falará sobre a Clínica Escola de Instituição de Ensino e irá abordar as especificidades para montagem do consultório farmacêutico na sua área e os passos essenciais: agendamento da consulta, registro em prontuário multiprofissional (com permissão de acesso por outros profissionais), arquivamento de exames laboratoriais e de imagens. Além disso, será abordado a importância do levantamento de dados epidemiológicos da região para verificar as necessidades da comunidade ao criar um consultório e a divulgação do serviço.

Ele ressaltou a importância dessa prática ainda na graduação. “Creio que o mais importante é ter a oportunidade de desenvolver as habilidades gradualmente. Para atuar com competência na prática clínica são necessárias habilidades e competências que não se desenvolvem rapidamente. É necessário que o aluno consolide os conhecimentos teóricos e seja capaz de integrá-los as atividades práticas. Para isso, são necessários tempo e experiência prática de atendimento clínico, preferencialmente sob a supervisão de um farmacêutico clínico. A graduação facilita muito este processo”.

Como o farmacêutico deve se preparar?

Dr. Valter destacou que como ao longo do tempo a profissão farmacêutica foi se distanciando da prática clínica, a formação do farmacêutico para atuar nesta importante área foi deixando de ser valorizada nos currículos dos cursos de graduação. Assim, com a mudança do cenário e o fortalecimento da área clínica,  é importante que aqueles que não tenho tido oportunidade de desenvolver as habilidades e competências requeridas e que estão bem estabelecidas nas resoluções 585 e 586 de 2013, do Conselho Federal de Farmácia, procurem pela complementação de sua formação. Há inúmeros cursos de especialização e aprimoramento na área clínica e certamente esse será o primeiro passo para o sucesso.

Minicurrículo 

Possui graduação em Farmacia pela Universidade Metodista de Piracicaba e mestrado em Farmacologia pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente é coordenador dos cursos de graduação em Farmácia e de Especialização em Prescrição Farmacêutica e Farmacologia Clínica do Centro Universitário São Camilo-SP. Coordena a Comissão de Controle de Qualidade dos Laboratórios do Centro Universitário São Camilo-SP. É docente dos componentes curriculares Farmacocinética e Farmacodinâmica, Farmacologia de Sistemas, Neurofarmacologia, e Farmacologia dos Quimioterápicos do curso de Farmácia e de Farmacologia do curso de Biomedicina do Centro Universitário São Camilo. Tem experiência em Farmacologia Clínica e Atenção Farmacêutica, atuando principalmente nos seguintes temas: Farmacocinética Clínica, Farmacologia Cardiovascular e Acompanhamento Farmacoterapêutico.

Fonte: CRF SP